TEXTOS

A Copa de todas as Copas

29 de Maio de 2014

A julgar pelo que se viu, leu e ouviu nestas últimas semanas, especialmente na quinta-feira, 15 de maio, o país vai viver momentos tormentosos na segunda parte de 2014, a partir do pontapé inicial da Copa do Mundo, no Itaquerão do Corinthians e de Lula.
Não há como tergiversar, as manifestações foram absolutamente claras e iniludíveis: protestos contra os gastos do governo com a Copa e, ao mesmo tempo, contra o descaso do poder público com a educação, a segurança, o transporte, a falta de moradia e, ainda mais grave, com a saúde.
As ruas das principais cidades do país ''bombaram'' pela ação dos manifestantes, alguns coordenados, outros sem comando explícito, mas todos com uma só faísca de indignação: o povo não aguenta mais.

++++++++++


Tudo indica que a presidente Dilma Rousseff, ao dizer para jornalistas selecionados que o nosso país iria ''bombar em 2015'' não estava se referindo aos incendiários que sairam às ruas bem antes, no primeiro semestre de 2014. É que o termo serve tanto para o bem como para o mal, pode ser o anúncio do resultado exitoso de uma estatal ou o estrondoso fracasso de um projeto preconizado como redentor.

++++++++++


Futebol não é minha especialidade, mas que o Brasil tem chance concreta de erguer mais uma vez a taça parece não haver dúvida, pelos craques convocados, pelo técnico excelente e por sediar a competição.
Fora de campo, o problema parece ser bem mais complexo e espinhoso: é preciso realinhar a nau da economia por mares que conduzam a maior desenvolvimento e menores desajustes sociais. É o anseio de uma Nação mobilizada para isso como nunca antes certamente.

++++++++++


Se prevalecerem esses indicativos, o Brasil será outra vez campeão mundial de futebol e a maioria das grandes cidades vai arder sob o calor de bombas originadas pela inconformidade e pela desesperança.
Dilma Rousseff teria,então, acertado em cheio outra de suas afirmações: esta será a Copa das Copas.
O mundo não esqueceria tão cedo o Brasil de 2014.


ARTIGOS ANTERIORES
<<2011>> <<2012>> <<2013>>

A fantástica história de Eike
07 de Novembro 2013

A inflação corroendo sonhos
14 de Novembro 2013

Dúvidas e certezas do mensalão
20 de Novembro 2013

Josê Dirceu, o protagonista
28 de Novembro 2013

A pesquisa e a realidade política
05 de Dezembro de 2013

O que pensam os brasileiros?
12 de Dezembro de 2013

Os novos rumos do Judiciário
19 de Dezembro de 2013

Pequeno balanço de esperança
26 de Dezembro de 2013

O circo, os protestos, o voto
02 de Janeiro de 2014

Incógnitas da economia e da Copa
09 de Janeiro de 2014

A ilha da família Sarney
16 de Janeiro de 2014

As boas surpresas de Jurerê
23 de Janeiro de 2014

Murmúrio de palavras
10 de Abril de 2014

Reler Erico e Gabo
24 de Abril de 2014

Ainda temos 2014
17 de Maio de 2014

A Copa das Copas
18 de Maio de 2014

A Copa de todas as Copas
29 de Maio de 2014

Um brasileiro a menos
19 de Junho de 2014

Uma Copa para todos os gostos
10 de Julho de 2014

HISTÓRIAS

Última das vaidades
23 de Setembro de 2011

A mulher das ancas quebradas
23 de Setembro de 2011

BOLETIM DE OCORRÊNCIA (2012)

1° Semestre >>

2° Semestre >>