TEXTOS

Um bom duelo de marqueteiros

04 de Abril de 2013

Dois leitores assíduos enviaram-me espirituosos comentários sobre o texto da última semana, no qual analisei as repetidas trapalhadas de líderes tucanos.
Do primeiro:
- Excelente texto. O pessoal do PSDB é bem intencionado, quero crer, e preparado também, mas para governar e não para ganhar eleições. O Serra, a quem admiro como político e gestor (melhor seria dizer como ''político gestor'') já saiu da tela há muito tempo e não se dá conta de fato tão fácil de entender.
Do segundo:
- Perfeito Celito. Tucano, apesar das aparências, não é bom de bico...

+++


Ironias e brincadeiras à parte, o PSDB anuncia que vai partir para o ataque e reverter o quadro, até aqui soberanamente a favor de Dilma Rousseff, enquanto o presumido candidato tucano à presidência da República, Aécio Neves, amarga índices de intenção de voto em torno de dez por cento.
Não é tarefa fácil essa reversão, até porque José Serra tem consolidado um capital eleitoral e está se deslocando, com armas e bagagens, para bem distante de Aécio, provavelmente no rumo de outro partido. Fala-se muito no PPS.
Aécio, por sua vez, desdenha das pretensões de Serra.
Com a ajuda de Fernando Henrique Cardoso, amigo de Barak Obama, e por influência também deste, devem chegar ao Brasil, até o mês de maio, dois dos mais destacados estrategistas de campanhas eleitorais dos Estados Unidos, para opinar e orientar a campanha do PSDB.
David Axelrod tem um currículo invejável. Foi alto funcionário da Casa Branca e conselheiro essencial das campanhas presidenciais de Obama. Junto com ele viria Antonio Villaraigosa, prefeito de Los Angeles e um dos nomes de maior expressão hoje entre os líderes do Partido Democrata dos Estados Unidos.
Essa é a aposta dos tucanos.
Os partidários de Aécio querem aproveitar sua ascensão à presidência do partido e lançar um agressivo programa de TV agora no mês de maio.
E, com os especialistas americanos, pretendem encontrar fórmulas capazes de aproximar o candidato dos eleitores, com mensagens direcionadas e, com elas, chegar a segmentos sociais específicos.
A melhor utilização da internet também é o que se pretende, tendo na lembrança o sucesso de Obama e sua mensagem de mudanças disseminada pelas redes sociais.

+++

É jogo para profissionais.
E quem está no topo não brinca em serviço.
João Santana, o marqueteiro que ajudou a eleger Lula duas vezes e transformou Dilma Rousseff e Fernando Haddad em fenômenos eleitorais, está sempre ao lado da atual presidente.
É dele a ideia de uma mudança de comportamento de Dilma nos últimos tempos: para contrapor-se ao crescimento do governador Eduardo Campos, de Pernambuco, ela viaja cada vez com maior frequência para o Nordeste, inaugurando obras e anunciando benesses à mão cheia.
Papel de marqueteiro em eleição é sempre um capítulo à parte. João Santana de um lado, David Axelrod de outro, bem que podem protagonizar um duelo especial em 2014.